Quotation of the Day

Wednesday, January 30, 2008

JohnQ


*Give a father no options and you leave him no choice!
Um filme que retrata uma certa realidade à qual não pude deixar de comentar.
É sempre preciso dinheiro para tudo, mas e quando não se tem?!
A vida humana devia valer mais do que dinheiro...
É vergonhoso o que o dinheiro leva as pessoas a fazerem...
Se fosse mãe e não tivesse dinheiro para o transplante do meu filho também perderia a cabeça de certeza.
É como se nos tivessem a dizer que os pobres podem morrer os ricos é que não...
O sistema não está correcto.
E parece que nós é que temos de nos adaptar a ele.
Cada vez vejo mais injustiças neste mundo.
Cada vez fico mais triste pelas pessoas que sentem estes problemas na pele.
Não sabendo o que pensar quando confrotada com este tipo de problemas.
Mesmo que não sejam meus, fogo, são humanos que os têm, pessoas como tu e eu.
E irrita-me que seja sempre tudo tão difícil de resolver.
Estes filmes fazem-me desacreditar nos humanos.
Parece que os "maus" são mais que os "bons".
E que é mais fácil destruir que criar...
Parece que o dinheiro vale tudo...
"Rastaparta" á sociedade...e ás coisas que são assim porque têm de ser...burocracias e mais burocracias, quando chega á hora da verdade, de salvar uma vida, bem podem morrer á espera que alguém decida ajudar.


Friday, January 18, 2008

Tempo


Só me apetece chamar lhe nomes.
Mas a verdade é que a culpa não é dele.
A culpa é da sociedade e dos raios dos horários.
Acordar ás 7...deitar ás 11...fazer o jantar ás 8...
Tudo tão programado que até irrita.
Mas claro que nós culpamos o tempo.
"Não tenho tempo para nada!"
"Queria ir fazer aquilo mas já não devo ter tempo."

Há sempre outra hipótese, faltar ao emprego, faltar á aula, dormir menos ou não jantar para ir fazer aquelas coisas que não fariamos por causa do raio do tempo que parece pouco.
Há vezes que é mesmo isso que fazemos, outras que deixamos essas coisas para quando realmente tivermos tempo. Ou melhor para quando tivermos menos ocupados.

A verdade é que o raio do tempo é psicológico.
Ele só passa depressa quando estamos demasiado ocupados com outras coisas.
Porque quando não se está a fazer nada ele passa mesmo devagar.
Cá para mim a culpa é mesmo da sociedade que fez estes horários estúpidos.
Quem é que gosta de andar sempre a correr?!
No final de contas quem tem razão é o tempo.
Que continua a correr mesmo depois de ouvir todas as queixas que fazemos.

Infância




Uma criança, uma inocente criança precisa de todo o apoio possivel durante a sua infância.
Cada vez mais, acredito que é a infância das pessoas a fase mais importante da vida delas.
Pois é aí que aprendem a distiguir o bom do mau, aprendem a falar, aprendem as coisas mais importantes para poderem sobreviver neste mundo.
Mas parece que há pessoas que não compreendem isso.
Não compreendem que todas as crianças precisam de um pai e de uma mãe ou de alguém que os represente e que lhes ensine algo.

Quando já não se gosta da pessoa com quem se casou, acho bem que os pais se separem mas não podem de maneira nenhum se esquecer dos filhos.
E isto nem se quer se devia questionar, eles não sabem o que é que estão a fazer á criança.
Não sabem mesmo.
Para isso mais valia não terem filhos.

Os pais pensam que é melhor assim, deixam os com as mães ou então o contrário, mas se forem perguntar ás crianças aposto que iriam querer ver os 2 pais, mesmo que não estejam juntos, pelo menos que os fossem visitar e tivessem dentro da vida deles quase como se nunca tivessem saido de casa.
Mas muitos não compreendem o quanto isso influencia a vida das crianças que um dia serão adultos como eles.
E os traumas de criança ficam para sempre.
É dificil esquecer algo que ficou marcado na infância.
A nossa identidade é construída ao longo do tempo mas, algo que aconteceu quando eramos pequeninos pode mudar tudo o que poderiamos vir a ser.
Porque depois é dificil mudar.
Pois fomos ensinados a ser assim.
A bem ou a mal.



Monday, January 7, 2008

Actualidade

As pessoas dizem tanta coisa da boca para fora que até faz impressão!

Pensar um bocadinho e ter a certeza do que se diz não é um hábito comum.
Cada vez mais as pessoas habituam-se a dizer uma porcaria qualquer e está bom.
Sem justificações sem nada!
Como quem diz "epah é assim porque eu ouvi alguém dizer que era."!
E pronto.
Mas que raio...afinal em que mundo é que estamos?!
Num qualquer, onde o que é importante é rirmo-nos uns dos outros, fazer palermices, contar umas quantas anedotas, dormir e comer e depois claro fazer umas coisitas giras como fazer algum desporto ou/e jogar um joguinho na ps e pronto cá está uma vidinha á maneira.


As longas conversas sobre assuntos importantes e/ou interessantes estão em extinção, assuntos esses que não têm nada a ver com o Hi5, a novela da noite ou o joguinho de futebol, pois esses é que não estão em extinção de certeza.
Epah aquelas coisas que devia ser giro discutir como por exemplo, o nosso futuro ou porque é que o mar é azul?! xD
Dessas ninguém fala.
Alguns até dizem "Futuro o que?! Sim eu sei o que vou fazer amanhã mas depois de amanhã logo se vê."
"Porque é que o mar é azul?! Deixo essas perguntas para os intelectuais..." Epah!
É o que eu digo esta sociedade vai de mal a pior...
Eu posso também não ser um lá muito bom exemplo mas pelo menos não chego ao ponto de dizer que adoro toda a gente só porque me apetece e pior que isso depois ir dizer mal dela nas costas!
E se falo é porque sei mais ao menos do que é que estou a falar.
Não me ponho como muitos "Ah a mim disseram que isto era assim e assado" e depois pergunta-se "então e qual é a tua opinião sobre o assunto?" " Ah epah não sei bem..."
É mesmo preguiça de pensar...
Pôe-se um tipo destes á frente de um livro ele fica a olhar para o livro, vê tanta letra junta que até se assusta.
Por mais preguiçosa que uma pessoa possa ser não devia chegar a este ponto.


As pessoas estão se a perder...
Nós temos um cérebro para alguma coisa e muitos nem metade dele utilizam.
As conversas de hoje em dia deprimem-me!
As acções mal existem, só se for dançar porque de resto...ah e para fumar e beber para isso a malta está sempre pronta.
Então mas se formos a entrar por aí...para dar o exemplo temos os nossos queridos "stores" a fumar em plena escola mas, calma agora com esta nova lei só se vê gente( professores e alunos) a fumar á porta dos cafés. O que é uma VERGONHA!

Mas pronto sempre é melhor que fumarem lá dentro.

O que vale é que nem todos somos assim, há sempre algumas almas que não se perdem no caminho mas,essas normalmente não ficam por cá, vão para outros países. E sabes o que é que eu digo?! Fazem muito bem!

E depois dizem que Portugal não anda para frente.

Obrigado, com gente assim é normal. E depois não venham dizer que a culpa é do governo porque que eu saiba o futuro somos nós e não eles.

***********Sol*************


O Sol és tu.
Que brilhas aí no alto.
Ninguém te substitui.
Nem mesmo o meu vizinho, que tem olhos azuis e um cabelo loiro à rebelde mesmo "cute".
Porque eu sei que ele é giro mas ele não me faz rir como tu fazes quando apareces por trás das nuvens e me aqueces com os teus raios.
És tu que me fazes sentir viva.
Se tu não existisses eu viveria infeliz.
E disso tenho a certeza.
Pelo menos tu não me desiludes nem me mentes.
E se te contar os meus segredos sei que não irás contar a ninguém.
Porque tu és especial.
Tu ouves-me quando mais ninguém o faz.
E nunca me deixas triste.
Tu iluminas a minha vida de uma maneira extraordinariamente espectacular!

E naqueles dias em que não estás por perto eu acendo uma luz e penso em ti.
Mesmo a milhares de Km de distância eu consigo ver-te por causa da luz tão forte que transmites.
Espero que essa luz nunca se esgote para que eu possa ser feliz durante muito mais tempo.
A teu lado!
Assim podemos ser amigos verdadeiros!
Pois eles são como sóis!
Caso ainda não tenhas percebido.



Texto dedicado á minha vizinha Claudia. ^^

Wednesday, January 2, 2008

Tantas vezes...


Tantas vezes nos sentimos ignorados...
E tantas vezes ignoramos os outros...
Tantas vezes em que devíamos ter escutado mas, limitámos-nos a falar...
Tantas vezes que podíamos ter feito alguma coisa e em vez disso deixámos o tempo passar...
Tantas vezes que a razão nos fugiu na altura que precisávamos mais dela...
Tantas vezes nos sentimos sós no meio de multidões...
Tantas vezes olhamos no espelho e perguntamos quem realmente somos...
Tantas vezes sonhamos com o que pensamos ser impossível e mesmo assim não deixa de ser maravilhoso...
Tantas vezes nos sentimos injustiçados e não conseguimos fazer nada em relação a isso...
Tantas vezes pensámos estar certos quando na verdade estávamos errados...
Tantas vezes fingimos ser alguém que não somos...
Tantas vezes fugimos á chuva e pedimos ao sol para vir e ficar...(isto sem contar com os tempos de seca xD)
Tantas vezes pedimos perdão... (ou pelo menos pensamos em pedir)
Faltou a coragem...
Tantas vezes nos imaginamos noutra vida, sendo outra pessoa e vivendo noutro sítio...
Tantas vezes fomos ingénuos e acreditámos numa mentira...( sem nos arrepender pois é bom acreditar nas pessoas mas estando mais alertas no futuro)
Tantas vezes que desejamos algo e nunca chegamos a saber qual a sensação de o ter...
Tantas vezes as asneiras foram feitas...
E tantas vezes difíceis de corrigir...
Tantas vezes fingimos estar felizes para não entristecer os outros...
Tantas vezes nos faltam as palavras...( e engraçadamente tantas vezes nos momentos que mais precisamos delas)
Tantas vezes que pensamos "porque estou vivo?!"...(e curiosamente tantas vezes que essa resposta é encontrada,mais tarde ou mais cedo)
A vida é feita de tantas vezes...
E espero que seja com estas tantas vezes que ganhemos experiência suficiente para viver bem connosco próprios e com os outros.
Que todos os momentos da vida sirvam de lição para todos nós! ( Parece que estou a rezar xD)

Ajudar não é difícil!

Share food, change lives

Black Pixel

Total Pageviews

Shelfari, os livros que já li =)

Followers

There was an error in this gadget

=D

=D

Obrigada Kuka ^^

Obrigada Diana! =D

Obrigada Diana! =D

Blogs

About Me

My photo
"...o meu coração é uma floresta cheia de nevoeiro - guarda tudo e não encontra nada. Sou uma recordadora profissional. Vivo de recordações, mesmo daquilo que ainda não fiz.E repito infinitamente os mesmos truques. Iludo-me. Penso sempre que amanhã é que vai ser. Desenvolvi um erotismo futurista: deleito me com o puro prazer dos meus sonhos.De certa maneira, já vivi tudo, porque em sonhos consigo projectar-me inteira nos corpos, nos sentimentos e nas experiências dos outros. Tenho uma capacidade estereofónica; posso ter ao mesmo tempo cem e dezoito anos. O que é um cansaço..." IP