Quotation of the Day

Thursday, December 23, 2010

Conformação


E assim o meu mundo ruiu, não tendo nada onde me agarrar. Pensamos que estamos a fazer tudo certo e que estamos no caminho correcto e ao fim de alguns anos apercebemo-nos que a nossa vida foi uma farsa e que tínhamos o conceito de felicidade todo trocado. Pior, já não sabemos viver de outra maneira. Olho para a minha mesa atulhada de papeis do trabalho e forço-me a trabalhar, forço-me a pensar naqueles papeis e não no aperto que tenho no peito e não no mal-estar interior e não no dia de amanhã nem na próxima semana nem no próximo ano. Forço-me sabendo que por mais que tente estes anos continuam cá dentro, o passado continua presente e não posso simplesmente apaga-lo e fazer de conta que nada se passou. Como fazemos para mudar de direcção quando olhamos para todos os lados e não conhecemos mais nenhum caminho? Podia virar para a direita ou para a esquerda mas são lados completamente desconhecidos por mim… Podia subir ou descer mas esqueci-me como movimentar as pernas. O que fazer quando há uma quebra de rotina tal que te sentes cortada a meio também?

Volta para mim… prometo que te deixo ser e fazer o que quiseres, só quero ter aquela cara familiar que me habituei a ver todos os dias. Volta que eu não conheço outro caminho e apesar do nosso ser atribulado e sem cor prefiro este a não ter nenhum. Prefiro este do que andar à deriva, prefiro ter uma felicidade falsa do que ter uma infelicidade assumida. Prefiro-te a ti e à nossa vida rotineira e sem interesse, procurar um novo caminho e tentar ser feliz dá tanto trabalho... Eu só quero o conforto e a normalidade de volta.

(Tudo o que é errado pensar. Detesto a conformação e a falta de força de vontade.)

Saturday, December 18, 2010

Conto de Natal


Toda a minha vida tinha tido Natais de treta. Cresci num colégio e isso diz logo tudo. A família para mim sempre fora constituída por vinte miúdas e três ou quatro mulheres que tentavam fazer de nossas mães ou tias. Portanto, o Natal não me dizia nada…até conhecer o Leonel.

Acho que posso dizer com toda a certeza que ele foi a melhor coisa que me aconteceu. Ensinou-me imensa coisa e enriqueceu a minha vida de uma maneira indescritível.

Este Natal foi o único que fez realmente sentido.

O Leonel convidou-me, imagine-se, para ir com ele para Nova Iorque passar o Natal. Confessou-me que há muito tempo que andava a juntar dinheiro para fazer uma viagem mas que estava à espera da companhia certa.

Eu, como é claro, não podia ter ficado mais feliz com a proposta dele… Ao saber que ia deixar de passar o Natal com a família para passar comigo, fiquei sem palavras.

Quando chegámos a Nova Iorque, vê-la com todas aquelas luzes foi mágico. E estando ao lado dele que era uma pessoa tão especial tornou tudo inesquecível.

Passámos a véspera de Natal na rua de Nova Iorque que tinha a maior árvore de Natal. A rua estava deserta mas as luzes e a decoração continuavam lá a manter toda a magia.

Trocámos prendas, e principalmente, trocámos amor e carinho e à 1 da manhã em ponto começou a nevar, eu nunca tinha visto nevar… Foi fantástico, fizemos um boneco de neve e depois começámos a atirar bolas de neve um ao outro.

Mesmo com aquele frio de rachar foi uma noite inesquecível, e lá para o fim da noite o Leonel disse uma grande verdade:

O Natal não é feito de muita gente do mesmo sangue, nem das prendas em si, nem mesmo de um grande jantar e almoço em casa.

O Natal devia ser para se passar com as pessoas que considerássemos mais importantes e devíamos passá-lo da maneira que nos sentíssemos melhor e no local que mais gostássemos. O Natal devia ser feito, exclusivamente, de espírito e magia. E a magia somos nós que a criamos.

Não pude concordar mais com ele. Quem faz o Natal são as pessoas e o Leonel fez o meu Natal, foi a minha maior e melhor prenda, ele fez a magia, ele é que foi o Natal.

Aquela música da Whitney “All I want for Christmas is you…” não podia se adequar melhor ao momento.

Amei, obrigada Leonel por dares sentido ao Natal e à minha vida.

Ajudar não é difícil!

Share food, change lives

Black Pixel

Total Pageviews

Shelfari, os livros que já li =)

Followers

There was an error in this gadget

=D

=D

Obrigada Kuka ^^

Obrigada Diana! =D

Obrigada Diana! =D

Blogs

About Me

My photo
"...o meu coração é uma floresta cheia de nevoeiro - guarda tudo e não encontra nada. Sou uma recordadora profissional. Vivo de recordações, mesmo daquilo que ainda não fiz.E repito infinitamente os mesmos truques. Iludo-me. Penso sempre que amanhã é que vai ser. Desenvolvi um erotismo futurista: deleito me com o puro prazer dos meus sonhos.De certa maneira, já vivi tudo, porque em sonhos consigo projectar-me inteira nos corpos, nos sentimentos e nas experiências dos outros. Tenho uma capacidade estereofónica; posso ter ao mesmo tempo cem e dezoito anos. O que é um cansaço..." IP