Quotation of the Day

Thursday, May 19, 2011

At last...Just wondering

Antes de mais nada vou só referir a tristeza que sinto por estar a escrever cada vez menos...
Pretendo melhorar daqui para frente, vamos lá ver se a vida ajuda. Aqui está o texto de hoje (que se enquadrava melhor no Everything about nothing mas pronto):


Mentia-me a mim própria todos os dias. Achava que ia conseguir realizar todos os meus sonhos.
Há mentiras que são necessárias para conseguir-mo-nos levantar todos as manhãs.

Naquele dia em especial sentia-me pesada, como se guardasse um segredo que não pudesse partilhar com ninguém. Um segredo demasiado pesado para ficar cá dentro muito tempo. Esse segredo desapareceu no dia seguinte quando o sol brilhou e eu apercebi-me que os segredos da natureza são mais significativos do que qualquer outra coisa. Filosofias à parte é a Natureza que realmente é grande, que realmente importa. Porém, as filosofias já fazem parte da minha vida.
Pensar tornou-se tão essencial como sentir, para meu desagrado.

Um dos meus maiores sonhos era pensar menos e sentir mais.
Acho que esse continuará a ser um dilema de todos aqueles com alma filosófica, a eterna questão entre pensar e sentir...
A questão entre viver e achar que se sabe viver, estar vivo e achar-se meio-morto ou estar meio-morto e achar-se bem vivo, entre ser e fingir que se é...

A palavra-chave para isto e para tudo na vida é simples: Equilíbrio.
As verdadeiras perguntas são: Como equilibrar? 50% pensamento 50% emoções e sensações? A vida poderá ser regida por percentagens? A vida faz algum sentido se for assim?

Ajudar não é difícil!

Share food, change lives

Black Pixel

Total Pageviews

Shelfari, os livros que já li =)

Followers

There was an error in this gadget

=D

=D

Obrigada Kuka ^^

Obrigada Diana! =D

Obrigada Diana! =D

Blogs

About Me

My photo
"...o meu coração é uma floresta cheia de nevoeiro - guarda tudo e não encontra nada. Sou uma recordadora profissional. Vivo de recordações, mesmo daquilo que ainda não fiz.E repito infinitamente os mesmos truques. Iludo-me. Penso sempre que amanhã é que vai ser. Desenvolvi um erotismo futurista: deleito me com o puro prazer dos meus sonhos.De certa maneira, já vivi tudo, porque em sonhos consigo projectar-me inteira nos corpos, nos sentimentos e nas experiências dos outros. Tenho uma capacidade estereofónica; posso ter ao mesmo tempo cem e dezoito anos. O que é um cansaço..." IP