Quotation of the Day

Friday, December 29, 2006

Eu..a vida..

As vezes penso...k n sou como as outras pessoas da minha idade..n penso em nada do k elas pensam...penso mais em mim e nas minhas coisas do k em mais qualquer outra coisa...gosto de tudo o k dá pa sonhar..e n levo a realidade a serio..só quando tenho uns certos amigos ao pé de mim..ai sinto me feliz..e n sei bem mas é como se tivesse mais viva do k quando tou na escola com a minha turma..agora acho tudo horrivel..n sei k quero fazer..tou farta da escola..tou farta de tudo o k é real..menos dos amigos esses sao especiais, mas pk é k eu n vivo a vida da maneira k ela devia ser vivida?! pk é k tou sempre fechada?! n consigo ver as coisas da mesma maneira k os outros..ou entao cosigo e faço por parecer diferente..sinceramente n sei...mas no fundo n gosto de pensar assim..pk eu adoro ser eu..e vamos lá crescer e ver coisas novas..quero ver o k vai mudar...e k as musicas da disney me acompanhem e k akeles desenhos animados tambem " marmalade boy", e k os amigos estejam sempre lá...e talvez um dia tenha alguma razao para estar realmente feliz..talvez um dia...acredito k a vida é mais k isto..mas será mesmo?!

Monday, December 11, 2006

A ocidental formusura -o mundo em k a gente vive

"Nos países chamados desenvolvidos, as pessoas estao a ficar obesas. A obesidade na junvetude inglesa, aumentou 30 por cento nos anos mais recentes. Se aceitarmos o antigo proverbio (antigo nem sempre é bom) segundo o qual "gordura é formusura", temos que o Ocidente está a ficar cada vez mais formoso. Até mesmo Portugal,aonde as tendencias chegam mais tarde, 31,5 por cento dos jovens entre os 9 e os 16 anos sofrem de obesidade ou tem, pelo menos, excesso de peso. e nao vamos falar dos U.S.A: aqueles seres musculados, bem torneados e lindissimos que vemos nas series de tv sao escolhidos a dedo e sao apenas propaganda: os verdadeiros americanos nao estao somente obesos, estao monstruosos. o k aliás é justissimo pk foram eles os inventores do fast food que depois começaram a impor ao mundo, justamente com o cinema e suas produçoes televisivas. Voltando agora ao titulo de noticia com k iniciei esta humilde cronica: em si mesmo, ele parece simples;mas abre nos todo um universo de reflexoes. Se (e isto é apenas um exemplo) as autoridades britanicas estao agora a legislar para impor ás escolas ementas sem haburguers, batatas fritas e refrigerantes, isso é porque, ao longo de longos anos, permitiram que se implatassem as empresas (em boa parte americanas, imagine-se!) de refrigerantes açucarados e gasosos. Nao só que se implatassem, como tambem que fizessem a mais descarada promoçao dos seus venenos, quer em campanhas gigantescas de publicidade, sobretudo televisiva, quer em campanhas promocionais com ofertas de brindes etc. Mas as nossas reflexoes nao devem incidir apenas sobre os governos e tambem nas pessoas. Este é um caso tipico de fragilidade psicologica das massas. Porque as pessoas papam a publicidade...E como passam a publicidade, papam os hamburguers e o resto... pior do k isso levam os filhos a papar... a criancinha, condicionada pelos anuncios e seduzida pelos brindes, berra k quer hamburguers e batatas fritas; para k n berre mais, faz se lhe a vontade. Assisti a esta cena vezes sem conta. Ainda por cima recusar isto á criacinha é recusar lhe estatuto social, porque "todos os outros fazem o mesmo" e ela, a pobre criança, ficaria deslocada;é o equivalente a recusar lhe os "morangos com açucar": de k é k o pobrezinho fala depois na escola, com os coleguinhas? Tambem já ouvi este argumento. Enfim, há uma terceira reflexao a fazer: sem ser propriamente um fenomeno novo, pois existe desde k á homens, nao deixa de impressionar , pela sua extençao planetaria: de um lado, os obesos, atafulhados de fast food,todos felizes com os seus telemoveis de ultima geraçao e computadores hiper-potentes e estatelados diante a novela, ou do desafio de futebol. Do outro lado, pela África e pela Ásia, sem falar nos bairros escuros da Europa e da América, os esqueleticos cheios de fome e doenças, sonhando com um pouco de comida já para nao falar do trabalho praticamente escravizado, porque houve uma "deslocalizao" ou uma "reogarnizacao" de empresas ou, enfim, qualquer uma das expressoes a que os neoliberais recorrem para camuflar levemente a sua falta de escrupulos, de vergonha e de humanidade. Enfim, nao só o gordo Ocidente os deixa morrer á fome como, ainda por cima, os envenena:veja se aquele recente caso daquele navio de um armador grego, com bandeira panamiana, tripulaçao russa e fretado por uma firma holandesa que largou simpaticamente mil litros de residuos altamente toxicos em Abidjan, Costa do marfim. Nunca se conseguirá ir até ao fundo da pulhice humana..."
De: Joao Aguiar Em: Revista, Super interessante


E agora eu...este cenario é só um dos muitos cenarios tristes deste mundo..mas se repararem bem quem causou todos estes cenarios foi só e unicamente o Homem...um dia espero haver gente suficiente a ajudar a reconstruir o mundo k estamos neste momento a destruir...mas por enquanto só nos resta tentar ajudar como podemos...e eu tento ajudar partilhado estes factos com vocês...

Ajudar não é difícil!

Share food, change lives

Black Pixel

Total Pageviews

Shelfari, os livros que já li =)

Followers

There was an error in this gadget

=D

=D

Obrigada Kuka ^^

Obrigada Diana! =D

Obrigada Diana! =D

Blogs

About Me

My photo
"...o meu coração é uma floresta cheia de nevoeiro - guarda tudo e não encontra nada. Sou uma recordadora profissional. Vivo de recordações, mesmo daquilo que ainda não fiz.E repito infinitamente os mesmos truques. Iludo-me. Penso sempre que amanhã é que vai ser. Desenvolvi um erotismo futurista: deleito me com o puro prazer dos meus sonhos.De certa maneira, já vivi tudo, porque em sonhos consigo projectar-me inteira nos corpos, nos sentimentos e nas experiências dos outros. Tenho uma capacidade estereofónica; posso ter ao mesmo tempo cem e dezoito anos. O que é um cansaço..." IP