Sunday, March 1, 2009

Não consigo.

Não consigo abraçar-te, não consigo pedir-te desculpa, não consigo sequer falar contigo.
Vejo a angústia que te corre nas veias e não consigo fazer nada em relação a isso.

Não tenho medo, tenho pavor!
Pavor do teu choro quando tocar na ferida. Pavor de não saber o que fazer nessa situação.
Não irei conseguir reagir, ficarei paralisada, não conseguirei raciocinar, eu sei como será...

Será um pesadelo para mim!
Sei que devia sarar essa tua ferida ou pelo menos tentar... mas tenho pavor!
E o pior é que não é pavor que te doa a ti, é pavor das marcas que poderão ficar em mim.

Não aguento estar ao lado da tristeza dos outros.
E não consigo perceber porquê.
Pode parecer egoísmo mas não é.
Eu preocupo-me!
Só não o consigo demonstrar.
Desculpa-me.
Por favor desculpa-me!

4 comments:

Dianinha said...

Nem todos conseguimos mostrar aquilo que sentimos!

U Know Who said...

Ja' n e's a unica que se sente assim...
mas pelo menos contigo, consegui desabafar muita coisa, apenas num almoço e num passeio por mafra.
bgaduh
kiss

rakel said...

é horrivel ter alguem mal ao nosso lado que esteja a sofrer n nao conseguir fazer nd.. falo por experiencia propria =X sinto.m tao mal x_x

curxx said...

(para variar) sou +/- como tu ..so q eu nao tenho paciencia para ouvir ou aturar seja quem for ._.'' como tu disses.t ..pode parecer egoismo ..mas acho q todos temos fases más ..ultrapassamos com coisas boas .. e nao a falar das más ..mas cada um com a sua personalidd x)

boa sorte o/

Ajudar não é difícil!

Share food, change lives

Black Pixel

Total Pageviews

Shelfari, os livros que já li =)

Followers

=D

=D

Obrigada Kuka ^^

Obrigada Diana! =D

Obrigada Diana! =D

Blogs

About Me

My photo
"...o meu coração é uma floresta cheia de nevoeiro - guarda tudo e não encontra nada. Sou uma recordadora profissional. Vivo de recordações, mesmo daquilo que ainda não fiz.E repito infinitamente os mesmos truques. Iludo-me. Penso sempre que amanhã é que vai ser. Desenvolvi um erotismo futurista: deleito me com o puro prazer dos meus sonhos.De certa maneira, já vivi tudo, porque em sonhos consigo projectar-me inteira nos corpos, nos sentimentos e nas experiências dos outros. Tenho uma capacidade estereofónica; posso ter ao mesmo tempo cem e dezoito anos. O que é um cansaço..." IP